top of page

Humor e ofensa




TEXTOS DE APOIO


TEXTO 1


O entretenimento é o ato ou efeito de distrair, de divertir. Sendo a diversão um efeito daquilo que causa alegria e excitação às pessoas, a diversão é relativa para cada um, e há casos nos quais as pessoas se divertem às custas das outras. Até que ponto o entretenimento pode chegar e como ele tem moldado a sociedade?

O stand-up surgiu por volta da década de 50 e 60 nos Estados Unidos. Naquela época, os clubes noturnos removeram os números musicais e adotaram o modelo de “clubes de comédia”. O estilo de apresentação ainda é forte nos dias atuais e, no Brasil, grandes humoristas protagonizam seus próprios shows e, por conta dos temas polêmicos abordados por eles, o stand-up inicia um debate em relação ao humor que divide opiniões.

Envolvido em diversos escândalos nos últimos anos, Léo Lins, 39 anos – que acumula mais de 880 mil inscritos em seu canal de humor no YouTube e é considerado um dos humoristas mais famosos do Brasil – assume que não tem limites quando o assunto é humor. Segundo ele, se sua piada faz alguém rir – por mais que seja a minoria -, o objetivo foi alcançado. Independentemente de ofender alguém, carregar opiniões preconceituosas, racistas e gordofóbicas, Lins afirma que procura apenas provocar o riso no espectador: “O humor não tem limites, o limite tá onde ele acontece, isso pra mim resume tudo, a partir do momento que começarem a entender isso vai ficar mais fácil”.


TEXTO 2


“Já me pararam na rua e falaram: ‘Posso alugar você?’. Eu não entendi: ‘Me alugar?’. ‘É, você não trabalha com humor?’”. Se esse relato te surpreende, é porque você, provavelmente, não tem nanismo. A contratação de pessoas com essa deficiência como meio de entretenimento em festas é recorrente, assim como comentários desse tipo.

Para alguns, como Fernando Vigui, 38 anos, trabalhar nesses eventos é a maneira encontrada para se encaixar em uma sociedade que lhes reserva apenas uma caixinha: a do humor. Fernando é ator e presidente da Associação Nacional de Pessoas com Nanismo do Brasil, a Nanismo BR. Criado em agosto de 2019, o coletivo é o primeiro do País administrado primordialmente por pessoas com nanismo, com o objetivo principal de quebrar estereótipos relacionados a elas.


TEXTO 3




PROPOSTA DE REDAÇÃO


A partir da leitura dos textos de apoio e do seu conhecimento de mundo, elabore um texto dissertativo-argumentativo, discutindo o seguinte tema: O humor e a ofensa: qual o limite entre essas duas práticas? Selecione fatos e argumentos, relacionando-os, de modo coeso e coerente, para construir sua opinião sobre a temática. Selecione fatos e argumentos, relacionando-os, de modo coeso e coerente, para construir sua opinião sobre a temática.



14 views0 comments

Recent Posts

See All

Comments


bottom of page